Biografia

Karla Sabah é uma multiartista que iniciou sua carreira na década de 80.
Atua em diversas frentes na cultura. Sua trajetória passa pelo teatro, tv, direção de cinema, literatura e música. Essa última, a primeira arte, constitui uma carreira ampla e eclética. Na década de 80, foi destaque do grupo "Afrodite Se Quiser", que fez sucesso nacional participando em trilha sonora de novela, rodando em turnê por todo Brasil. Nessa época Karla era considerada 'sex symbol', e fez um ensaio fotográfico com Paulo Wainer para a revista Playboy.
Na década de 90, montou com Daniele Daumerie o duo Bad Girls, que gravou apenas um disco, homônimo e de bastante sucesso. O disco realizou participação em diversos programas de televisão e invadiu as rádios do país, e contava com composições de diversas personalidades da música e poesia brasileira, entre elas, Cazuza.
A irreverência e poética do disco se mantém atual.
No começo dos anos 2000, após ter dedicado parte do seu tempo como diretora no audiovisual (Sabah já dirigiu curta-metragens, videoclipes e DVDs para artistas da gravadora Indie, entre eles Alceu Valença, Jorge Aragão e Luiz Melodia), Karla lançou sua carreira solo com o disco "Drum ‘n’ Bossa" - acompanhando as tendências da época, quando a MPB estava em todas pistas de dança do país. Depois do lançamento de mais três discos ("É Com Esse Que Eu Vou", "Cala a Boca e Me Beija", e "Amor Canalha"), Karla cria a personagem Zyka Pank, um altergo que dialoga com seus pesadelos. Em 2020, a cantora lançou, como Karla Sabah, alguns singles pela gravadora LGK, dando continuidade a sua obra.

Palco
Afrodfora
Teatro
Modelo
1
Modelo
Encurraladas
Palco